Logo

Como desafogar uma criança engasgada com leite materno?

O que fazer quando o bebê afoga com um alimento ou leite materno?

1. Coloque o bebê de bruços em um dos braços apiando a cabeça em sua mão, a barriga no braço, uma perna de um lado e a outra do outro;

2. Deixe a cabeça  da criança firme apoiando o queixo dela em sua mão;

3. deixe a cabeça baixa por uns 10 centimetros; 

4. Com a outra mão dê leves tapinhas em suas costas até que as vias aéreas sejam desobstruídas;

5. O liquido pode sair pela boca ou nariz.

Cuidado com o botijão de gás.

Como ter os cuidados com botijão de gás em casa?

1. Mantenha a calma;

2..O que fazer quando sentir o cheiro do gás?

2.1.. Abra todas as janelas e feche a válvula do botijão;

2.2. Não acione interruptores de energia elétrica;

2.3. Cudado, pois o GLP é mais pesado que o ar;

3. Evite colocar o botijão dentro de casa, colocando em parte externa da casa procure a segurança e proteção adequada;

4. Troque sempre a mangueira do gás, certifique ses é aprovada pelo INMETRO

5. O extirntor correto a ser usado é o de Pó Químico. O  GLP Gás Liquefeito de Petróleo, não é venenoso. Mas é asfixiante e inflámável

6. Ao fazer a compra, que seja em revendoras autorizadas que mantem a qualidade do produto;

6.1. Centifique se a embalagem oferece confiança em sua aparência;

6.2. Mangueira, abraçadeira e regulador devem estar em perfeita condição de uso.

Cuidados com crianças de 0 a 5 anos de idade

Quais os cuidados devemos ter com crianças de 0 a cinco anos de idade?

1. TOMADAS - devem ser colocadas as proteções nas antigas, as modernas ainda oferecem riscos em caso de grampos estarem pelo chão;

2. MEDICAMENTOS e PRODUTOS DE LIMPEZA - procure colocar fora do alcance de crianças, muito cuidado com garrafas PET onde produtos de limpeza são acondicionados;

3. PISCINA - por mais que estejam com uma pessoa maior, a criança quer descobertas novas, procure colocar a trava no portão em altura que crianças não alcancem, portão automático é a melhor forma de evitar acidentes em escolinhas;

4. TAPETES - cuidado com tapetes em casa ou na escola, procure usar os que tenham peso no chão como de borracha, cuidado ainda com as pontas que podem provocar quedas;

5. FOGÃO - toda criança em seus primeiros passos querem descobertas, coloque uma proteção. Converse com a criança olhando no olho e oriente-a para que a Mamãe usa o fogão;

6.  GARAGEM - toda criança gosta de brincar de esconde-esconde ou de fazer travessuras, esse ambiente deve ser muito bem observado antes de sair com o carro. Olhem embaixo do veículo;

7. ROÇA - um passeio na roça deve ser especial para toda familia, a criança precisa ter contato com a terra, mas sempre com um adulto por perto, levar plantas, objetos ou brincar com animais peçonhentos é o que mais ouvimos e podemos evitara;

8. REDE - criança ama redes, porém precisamos atentar aos perigos, sejam com adulto ou com outra criança que quer apenas agradar uma menor. Procure tirar a rede do espaço e usar apenas quando tiver adultos por perto;

9. MÓVEIS - a mobilia dentro de casa não precisa ser mudada, apenas adaptada, crianças estão sempre curiosas, ou em fase de descobertas, como prateleiras soltas, afixem na parede. Mesa de vidro - procure colocar proteção. Toalhas em mesas podem ser evitadas quando as crianças estão engatinhando;

10. FOGO - como isqueiro, fósforo - se a criança viu em casa vai querer conhecer mais sobre esses objetos e devem ficar longe do alcance. . 

11. JANELAS - todas as janelas o correto é colocar a tela de proteção, além de afastar os móveis de perto objetivando dificultar o acesso das crianças;

12. AFOGAMENTO NA AMAMENTAÇÃO - A Mãe deve ficar sempre atenta na hora de amamentar, a criança pode sugar e ficar com o leite na boca. Bom tirar o peito daa boca para que engula o que ja sugou. Bom evitar amamentar deitada. Coloque para arrotar após cada mamada;

13. AFOGAMENTO DE BEBES - coloque a criança de bruços e dê pequenos tapinhas nas costas...

 

EPI Equipamento de Proteção Individual

Qual a importância do uso de EPI? 

Proteger e garantir a saúde e segurança do trabalhador, para evitar um acidente dentro da empresa é fundamental o uso do EPI e suas  consequências negativas em casos de acidentes de trabalho. Além disso, o EPI também é usado para garantir que o profissional não será exposto a doenças ocupacionais, que podem comprometer a capacidade de trabalho e de vida dos profissionais durante e depois da fase ativa de trabalho.

Para que uma empresa possa conhecer todos os equipamentos de proteção individual que devem ser fornecidos aos seus funcionários, é necessário elaborar um estudo dos riscos ocupacionais. Esse tipo de trabalho facilita a identificação dos perigosos dentro de uma planta industrial, por exemplo, e ajuda a empresa a reduzi-los ou neutralizá-los.

Cada profissional deve ter o seu equipamento individual dentro da empresa, é obrigação do Técnico em Segurança do Trabalho acompanhar o trabalhador como usa o seu EPI, que devem ser utilizados durante todo o expediente de trabalho, seguindo todas as determinações da organização.

O uso dos equipamentos de proteção é determinado por uma norma técnica chamada NR 6, que estabelece que os EPIs sejam fornecidos de forma gratuita ao trabalhador para o desempenho de suas funções dentro da empresa.

O uso correto do  EPI evita grandes transtornos para o trabalhador e  também  para a instituição, além de garantir que as atividades sejam desempenhadas com mais segurança e eficiência.